DELAS 

Retorno das atividades da Casa, neste sábado, 15, às 17h, tem fachada nova, exposição em homenagem ao dia internacional da mulher e djs mulheres na pick up.

 Bruxas, loucas, lobas, cachorras. Femininas, feministas. Sujeitas! Delas! A mostra que se inicia neste sábado tem a intenção de fazer uma homenagem às mulheres. Aproveitar o retorno das atividades normais, durante o mês de março, combinado com a pertinência de uma reflexão, atuação pelas igualdades de gênero.

A mostra das mulheres, “Delas”, reúne uma representação de mulheres,  artistas, ilustradoras, pintoras daqui e do mundo contemporâneo. Algumas delas já expuseram seus trabalhos nA Casa, de forma individual ou coletiva. Outras chegam agora para aumentar a matilha. São trabalhos que dialogam com o universo feminino e feminista.

Cada uma no seu estilo, técnica e traço. Todas universalizando a sensibilidade e a força das mulheres. Delas é o gênero, o corpo e alma da mulher sujeita de si.

Beatriz Melo – Formada em Arquitetura e Urbanismo, desde 2010 dedica-se às artes plásticas. Utiliza-se da geometria e do minimalismo para expressar o universo estético  cubista e construtivista. Colagens, pinturas e gravuras.

Carol Merlo – Estudante de Artes Visuais com bacharelado em Gravura, na UFMG.  Desenhos, aquarelas e gravuras em metal.  Traços precisos, imagens delicadas, realiza pesquisa de ilustração, em especial para crianças.

 Kelen Linck – Desenhista e ilustradora. Ganhadora de 2 prêmios de melhor cartaz para  o Festival Pernambuco Nação Cultural (Sertão Central e Exu). Trabalha em cerâmica, azulejo e madeira. Peças de utilidade doméstica e de decoração coloridas e com mensagens fortes.

Luiza Branco – Aos 18 anos participa pela primeira vez de uma exposição. Artista Plástica e estudante de História na UFPE. Trabalha com carvão e aborda múltiplas possibilidades da representação artística da feminilidade.

Paola Alfamor –  Artista nômade polimorfa – 24 anos – nascida em Porto Alegre, caminhante do mundo. Trabalha com as inúmeras linguagens da arte visual, focando o desenho e a fotografia; com arte na pele, tatuando manualmente com cristal; participa dos coletivos Projeto Kayab, Viajarte e Estudio Lâmina.

 Simone Mendes – Desenha desde criança e atua exclusivamente como ilustradora desde 2011. Em 2013 realizou sua primeira individual nA Casa do Cachorro Preto. Utiliza técnicas variadas, pinturas em aquarela, lápis de cor, colagens e acrílica.

 Tereza Dequinta – Compõe o Coletivo Acidum – entregue às moscas (CE ), com forte atuação de intervenção de rua.  É dela uma das paredes da fachada da Casa do Cachorro Preto. Atualmente faz residência em Olinda.  Suas texturas coloridas em stencil, spray e  canetas são marcas das intervenções do Grupo.

Valeria Rey Soto – Natural de Santiago de Compostela e Licenciada em Belas Artes pela Universidade de Salamanca, Espanha.  Está no Recife desde 2008. Autora das ilustrações do Livro Burro Errante. Trabalha como ilustradora e designer, e tem suas obras sempre circulando entre museus e galerias ao redor do País.

Véronique Decleyre – Desenhista e Ilustradora da Bélgica. Está em viagem para conhecer o Brasil. Visitou a Casa num passeio por Olinda. Vai expor páginas do seu “Diário de viagem”.

 

“Delas”

Beatriz Melo, Carol Merlo, Kelen Linck, Luiza Branco, Paola Alfamor, Simone Mendes, Tereza Dequinta (Acidum), Valeria Rey Soto, Véronique Decleyre

Abertura  Sábado, 15 de março – 17h

Com DJs Azul, Mary Gatis, Sarah Falcão, recepcionadas pelo Dj Ravi Moreno

A Casa do Cachorro Preto – Rua 13 de maio, 99 – Cidade Alta – Olinda

Entrada livre

Visitação até 23 de março

 

Contato – 81 34932443 (Casa)

Deixe uma resposta

BLOGS PARCEIROS
Blog de 1 a 10
Recanto das Letras
Blog Olhares Blog Escritaci