As Mulheres Rendeiras são as grandes homenageadas nesta décima quarta edição, que ganhará mais um dia, com abertura na quinta-feira (04) e término no domingo (14) de julho.

A XIV Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte), que acontece de 04 a 14 de julho, promete transformar o pavilhão do Centro de Convenções, em Olinda, em um grande espelho para o reconhecimento do artesanato de Pernambuco, do Brasil e de 48 países.
Uma das novidades deste ano é que o evento, considerado o maior do segmento na América Latina, terá um dia a mais do que as edições anteriores com a abertura dos portões na quinta-feira (04), às 14h. Com investimento de R$ 4,8 milhões, a estimativa é movimentar acima de R$ 40 milhões em negócios e receber um público superior a 300 mil pessoas durante os seus onze dias de realização.
Com mais de 5 mil expositores, ocupando 800 espaços em uma área de 29 mil m², esta edição homenageia o talento das mulheres rendeiras que,  ao tecer o seu dia a dia com a delicadeza dos fios, mantêm viva a tradição do ofício, repassando-o para diversas gerações.

Em seguida todos os destaques da XIV Fenearte:

GALERIA MULHER RENDEIRA – Outra inovação desta edição será a Galeria Mulher Rendeira, com curadoria do arquiteto Carlos Augusto Lira, instalada no mezanino. Em uma área de 120 m² serão expostas peças de acervos diversos das rendas Renascença, Irlandesa, Tenerife, Bilro, Frivolité, Singeleza, Labirinto, Grampada e Macramê. Desde o produto final, como passadeiras, toalhas e outras criações, até os insumos de trabalhos como linhas, agulhas, riscos, almofadas e bastidores. O local receberá uma pequena mostra de vestuário e painéis informando sobre cada tipo de renda. TVs de tela plana exibirão um documentário sobre a atividade das rendeiras.
O ponto de destaque ficará por conta das mulheres rendeiras, que estarão presentes no espaço, demonstrando sua arte ao público e preservando nossa identidade cultural. Uma brincadeira virtual também vai integrar a Galeria: um aplicativo irá projetar, em tempo real, o usuário para diversos cenários ilustrados com temas de rendas. O visitante poderá selecioná-los com simples toques na tela e, ao final da brincadeira, poderá compartilhar sua foto nas redes sociais ou enviar por e-mail.

ESPAÇO INTERFERÊNCIA JANETE COSTA – O Espaço Interferência Janete Costa, com 150 m² e localizado próximo à entrada principal da Fenearte, apresentará, este ano, uma mostra de decoração ambientada na versão de um escritório. Com projeto assinado pelas arquitetas Roberta Borsoi e Bete Paes, o espaço contará com lounge, copa, sala de trabalho e sala de estar. Todos os ambientes serão expostos no formato de vitrines coloridas, ornados com objetos que propõem uma abordagem diferente das relações entre artesanato e design. O local também receberá a mestre Dona Irinéia, patrimônio vivo de Alagoas, indicada por Janete Costa ao prêmio Unesco de Artesanato para a América Latina e o Caribe. O espaço também abrigará programação de palestras.

PALESTRAS – Repetindo o sucesso do ano passado, palestras sobre design e artesanato serão ministradas ao público do evento, sempre às 16h. Integrando a programação, na segunda-feira (08), o renomado designer mato-grossense radicado na Paraíba, Sergio Matos, demonstrará sua paixão por cultura brasileira, marca registrada de suas criações. Já na terça-feira (09), é a vez da designer  Paula Dib. A profissional paulista, que atua em comunidades rurais e urbanas espalhadas pelo Brasil tendo como foco a sustentabilidade, oferecerá insights para inovação, bem-estar e transformação social. O pesquisador e ator pernambucano, Fernando Augusto Gonçalves, do Mamulengo Sorriso, encerra o ciclo de palestras na quarta-feira (10).

TOP 100 Sebrae – Ainda na área externa, próximo às bilheterias, a Fenearte receberá o Top 100 Sebrae. O espaço reunirá objetos premiados para comercialização, oriundos das 100 unidades produtivas mais competitivas do País, apoiadas pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Pernambuco tem presença garantida com peças de 10 unidades premiadas. Os vencedores ganham reconhecimento nacional pelo trabalho que executam, além do direito de usar o selo “Prêmio Sebrae TOP 100 de Artesanato – 3ª Edição” até dezembro de 2014.

CAFÉ NA ÁREA EXTERNA – Pensando em oferecer maior conforto aos visitantes e favorecer a circulação, este ano, a Fenearte contará com um Café na área externa da Feira, localizado ao lado do Espaço Interferência Janete Costa, próximo ao projeto Chapéu de Palha. Com capacidade para 40 pessoas sentadas, o local será mais uma opção de descanso e alimentação no evento.

ALAMEDA DOS MESTRES JANETE COSTA – A Alameda dos Mestres Janete Costa foi ampliada e reunirá, nesta edição, a participação recorde de 50 artistas da nossa terra. Os trabalhos em madeira, barro, fios, palha, reciclados, entre outras matérias-primas de todas as regiões do Estado, são o grande abre alas da Fenearte. O espaço, que valoriza e reverencia os nossos criadores, sempre respaldado pelo tradicional tapete vermelho,  dá boas vindas aos visitantes da Feira.

CENOGRAFIA E TRAÇADO – A cenografia será enriquecida com reproduções das técnicas de renda Renascença, Irlandesa, Tenerife, Bilro, Frivolité e Macramê. Entre os destaques da decoração, 15 pórticos coloridos que ficarão suspensos sobre a Alameda dos Mestres Janete Costa. Com assinatura de Carlos Augusto Lira Arquitetos, a planta da Feira mantém a lógica do labirinto, mas com passagens que permitem a livre circulação dos visitantes, facilitando a saída de quem estiver no pavilhão por todos os portões. Vale destacar que aqueles que precisarem retornar ao evento, seja para deixar mercadorias no carro ou por outro motivo, só poderão fazê-lo pelos portões B e F, exclusivamente.

SINALIZAÇÃO – Um grande mapa estará exposto na lateral esquerda da entrada da Feira. No balcão de informações, o visitante ainda poderá contar com mapas e a programação artística e cultural. A sinalização também será reforçada por carpetes coloridos e placas suspensas que farão a decoração das 30 ruas e informarão o número das mesmas. Três mapas interativos em monitores de 32 polegadas com ação de toque, novamente, estarão disponíveis para que os visitantes possam localizar os expositores pelo nome, número do estande ou ainda pelo título de estabelecimento (nome-fantasia), assim como consultar toda a programação.

SETORIZAÇÃO E COMPOSIÇÃO – A Feira tradicionalmente está organizada por setores com a seguinte composição na área externa: Programa Chapéu de Palha, Café, Espaço Interferência Janete Costa e Top 100 Sebrae. Na área interna: Alameda dos Mestres Janete Costa, Escolinha de Arte do Recife, Salão de Arte Popular Ana Holanda, Prefeituras de Pernambuco, Associações, Espaço Indígena, Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), Artesãos Individuais de Pernambuco, Patrocinadores,  Estados Brasileiros, Sebraes, Países, Praças de Descanso, Praça de Alimentação e Eventos Marinês e Sua Gente, Fenearte Solidária e Alimentação Artesanal. Estes últimos, para uma maior inclusão e conforto aos visitantes, estarão distribuídos ao longo da Feira. No mezanino estarão dispostos: Galeria Mulher Rendeira, Passarela Fenearte, Galeria de Reciclados, Rodada de Negócios, Espaço de Circo, Oficinas, Teatro Infantil, Alameda de Serviços, Rádio Fenearte e o Bar e Restaurante do Neno.

OFICINAS GRATUITAS – Com o objetivo de difundir técnicas de artesanato e o resgate de trabalhos manuais, oficinas gratuitas serão oferecidas aos visitantes da Feira. O público poderá aprender as técnicas de confecção da renda Renascença e do Macramê,  além de conferir os processos de criação de máscaras e a modelagem do barro. Uma oficina com material reciclado ensinará a confecção de tapetes com a utilização de bambolês como teares. Neste caso, serão aproveitadas as mesmas tiras de malha utilizadas na ambientação da Galeria de Reciclados. A marca de aviamentos Pinguim ministrará aulas com linhas e bordados. Todas as oficinas são gratuitas.

PASSARELA FENEARTE – A diversidade das técnicas de rendas que costura todo o universo desta edição, também será revelada no espaço de moda da Feira. Ao todo serão apresentados 16 desfiles assinados por designers pernambucanos, projetos liderados pela Secretaria Estaduais da Mulher e de Cultura / Fundarpe, pelo Grupo TeneART com assessoria da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Associação Comunitária de Artesãs de Orobó, além dos alunos dos cursos de moda e estilismo de todas as instituições de Pernambuco.
Na grade dos estilistas, haverá a participação de Fátima Rendas, Macarius e Ricardo Marinho. Alunos das seguintes instituições têm presença garantida: Faculdades Integradas Barros Melo (Aeso), Universidade Federal de Pernambuco do Centro Acadêmico do Agreste (UFPE), Faculdade Boa Viagem (FBV), Faculdade Maurício de Nassau (Uninassau), Faculdade de Desenvolvimento e Integração Regional (Fadire), RODADA DE NEGÓCIOS – A Rodada de Negócios, organizada pelo Sebrae, será realizada nos dias 04, 05 e 06 de julho das 14h às 20h. Nesta edição, a Rodada contará com um dia mais, e terá a participação de 28 compradores com expectativa de gerar aproximadamente R$ 4,7 milhões em negócios.

GALERIA DOS RECICLADOS – Também no Mezanino estará localizada a sétima Galeria de Reciclados com curadoria do designer Ticiano Arraes. Este ano, o espaço terá projeto em homenagem às Mulheres Rendeiras com um ambiente todo elaborado de tramas de tecido confeccionado com o resíduo da indústria de confecção. Serão utilizados cerca de 200 Kg de tiras de malha e outros tecidos planos para a montagem da exposição. Dentre as 50 peças selecionadas pela curadoria, uma comissão julgadora, composta por colecionadores, estudiosos, pesquisadores da área ambiental e designers, premiou os melhores trabalhos divididos em três categorias: Arte Reciclada, Artesanato Reciclado e Design Reciclado. O primeiro lugar de cada uma delas receberá R$ 5 mil. Durante a Feira, o público também poderá votar no trabalho de sua preferência. A peça mais votada receberá R$ 2 mil.

SALÃO DE ARTE POPULAR ANA HOLANDA – O Salão de Arte Popular Ana Holanda, com curadoria de Carlos Augusto Lira, vai expor  50 peças selecionadas de artesãos de todo o País.  Uma comissão julgadora, formada por colecionadores, estudiosos, professores da UFPE e pesquisadores da arte popular, premiou os melhores trabalhos. Os vencedores receberão os seguintes prêmios aquisitivos: 1º lugar: R$ 6 mil, 2º lugar: R$ 5 mil e 3º lugar: R$ 4 mil. Na Fenearte, os visitantes também poderão votar na sua peça preferida, através de urna eletrônica instalada no local, com premiação de R$ 2 mil para o vencedor.

ATIVIDADES INFANTIS – As crianças também têm vez na Fenearte com as diversas opções de atividades recreativas da Escolinha de Arte do Recife, no piso inferior, além das vivências circenses conduzidas pelo grupo Arricirco e apresentações teatrais, no mezanino.

PRAÇAS – As rendas Renascença, Irlandesa, Bilro, Singeleza, Tenerife, Frivolité, Labirinto e Macramê servirão de tema para as oito praças de descanso distribuídas por toda Feira. Novamente, alunos de cursos de Arquitetura e Desenho de Interiores da cidade do Recife, além de profissionais do segmento serão responsáveis pela ambientação dos espaços. A Praça 01 terá como mote a renda Tenerife e ficará a cargo da Faculdade de Ciências Humanas (Esuda); a Praça 02 homenageará o Frivolité com criação da Faculdade Boa Viagem (FBV); a Praça 03 será desenvolvida pela Faculdade Damas, inspirada na Renascença; a Praça 04 reverenciará a renda Singeleza através dos alunos da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE); a Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) estará à frente da Praça 05 com o tema Macramê; a Praça 06 será de responsabilidade do escritório FM Arquitetura e irá destacar o Bilro; a Praça 07 traz a renda Irlandesa e terá criação da Faculdade Maurício de Nassau (Uninassau); a última praça, a 08, trabalhará a renda Labirinto pelo escritório Dual e Célia Tabosa.

BRIGADA FENEARTE – Estudantes do curso de Design de Interiores da FBV, mais uma vez, auxiliarão os artesãos e expositores a melhor expor seus produtos durante a montagem da Feira dentro do Projeto Brigada Fenearte. O grupo percorrerá todo o pavilhão para oferecer assistência aos que solicitarem.

ESTADOS E PAÍSES – Nesta edição, a participação internacional foi intensificada e reunirá expositores de 48 países. Entre os inéditos, estarão as riquezas do artesanato do Azerbaijão, Bahrein, Butão, Colômbia, Holanda, Irã, Iraque, Myanmar, Panamá e Suriname. Todos os estados brasileiros, ora vindos pelo Programa de Artesanato Brasileiro (PAB), ora pelos governos estaduais, ora pelo Sebrae, além dos expositores individuais, marcarão presença na XIV Fenearte.

ESPACO INDÍGENA – Para valorizar a cultura indígena, o evento terá uma área destinada às representações das seguintes etnias selecionadas pela Fundação Nacional do Índio (Funai): Fulni-ô,  Xucuru, Kapinawá, Pankararu e Kambiwá, todas de Pernambuco e os Pataxós da Bahia.

ALIMENTAÇÃO – Com mais de 2 mil m² e instalada na área externa do Centro de Convenções, a Praça de Alimentação com acesso pelo pavilhão contará com 11 restaurantes, 150 mesas e 600 lugares. No local, o palco Mestre Salustiano receberá o melhor da programação artística e cultural. Ao longo da Feira, estarão dispostos estandes de alimentação artesanal e quiosques de alimentação rápida como carrinhos de pipoca, algodão doce e sorvete, localizados nas praças de descanso. Um espaço com refeições leves e um Café funcionarão no piso inferior junto à escada. Já no mezanino, o público também terá a opção do Bar e Restaurante do Neno. Além disso, haverá o Café na área externa próximo à entrada da Fenearte.

MEIO AMBIENTE – O conceito do Lixo Zero, incorporado desde 2007, será novamente implantado. A ideia é que 100% de todo o material reciclável produzido pela Feira seja coletado, separado e doado à Cooperativa de Catadores Profissionais do Recife (Pró-Recife), responsável pela destinação adequada dos materiais, comercializando-os para indústrias recicladoras. Além disso, todo óleo de cozinha utilizado na Praça de Alimentação terá destinação correta. O já tradicional espaço do Programa Chapéu de Palha também se fará presente com a distribuição gratuita de mais de 20 mil mudas de espécies da Mata Atlântica aos visitantes.

ACESSIBILIDADE –  A Fenearte, mais uma vez, viabilizará acessibilidade através de rampas e corredores largos, além de disponibilizar cadeiras de roda. Nos dias 5, 8, 9 e 10 serão realizadas visitas guiadas com áudio-descrição e com intérpretes de libras para grupos de 30 pessoas. Terão duração de 3h por dia, das 14 às 17h.

CATÁLOGO – Assim como as últimas edições, o público poderá adquirir por R$ 5, nos balcões de informações, o Catálogo de Expositores com os contatos de todos os participantes da XIV Fenearte. A publicação traz também um breve perfil dos 50 mestres-artesãos pernambucanos que compõem a Alameda dos Mestres Janete Costa.

RÁDIO FENEARTE – A Rádio Fenearte trará, além de sucessos da música regional, entrevistas, serviços e informações sobre a programação artística e cultural. Instalada no mezanino, a Rádio Fenearte promete deixar o público e os mais de 5 mil expositores informados sobre tudo o que acontece na Feira durante os seus onze dias.

ESTACIONAMENTO E TRASLADO DE VANS – O acesso ao estacionamento do Centro de Convenções ocorrerá apenas pela Av. Agamenon Magalhães, enquanto a saída será feita pela Av. Professor Andrade Bezerra (continuação da Estrada de Belém). Estarão disponíveis 1.300 vagas e mais 500 na Fábrica Tacaruna. Outro ponto de apoio para chegar à Feira serão as vans gratuitas do Shopping Tacaruna até o Centro de Convenções. Para minimizar os engarrafamentos no entorno, a organização do evento sugere a utilização do transporte público e de táxis credenciados. Visando a um maior conforto, mais uma vez, um quiosque para pagamento do estacionamento será instalado na saída da Praça de Alimentação, além dos pontos fixos nos portões A, C e H.

CURADORIA – Instituída em dezembro de 2009, através da Lei 13.965, a Curadoria Coletiva selecionou dentro dos mais rigorosos critérios de transparência e isenção os trabalhos dos artesãos individuais de Pernambuco que compõem a XIV Fenearte. A composição da Curadoria tem as participações de representantes de órgãos do Governo Estadual, do Sebrae, da UFPE, da sociedade civil e dos próprios artesãos, conforme prevê a Lei citada.

OBJETIVO – A Fenearte tem como objetivo valorizar e difundir os saberes tradicionais da nossa riqueza cultural, além de estimular o potencial de crescimento dos nossos artesãos e artesãs. “A Fenearte, juntamente com o Centro de Artesanato de Pernambuco, entre outras iniciativas, é um importante elemento estruturador da cadeia produtiva do artesanato de Pernambuco. Canal de vendas por excelência, garante oportunidade de trabalho e renda o ano inteiro para artesãos de todos os cantos do Estado”, define o secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Márcio Stefanni.

AÇÃO INTEGRADA – Dentro da estratégia estadual de Pernambuco de trabalhar de forma integrada para oferecer uma nova economia com oportunidades para todos os pernambucanos, a Fenearte é uma realização do Governo do Estado, através do Programa do Artesanato de Pernambuco, da Agência de Desenvolvimento de Pernambuco (AD Diper) / Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDEC); da Empresa Pernambucana de Turismo (Empetur) / Secretaria Estadual de Turismo; da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) / Secretaria Estadual de Cultura e do Recife Convention & Visitors Bureau (RCVB). A Feira tem patrocínio da Itaipava, Sebrae, Bradesco, BNDES, Caixa, BNB, Coca-Cola, Ala, Banco do Brasil, Grupo Cornélio Brennand, Tang e Oi . Recebe apoio da Rede Globo Nordeste, Shopping Tacaruna, Copergás, Grande Recife, CIPEC, Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Abrasel e Vigilância Sanitária de Olinda.

SERVIÇO XIV FENEARTE

Quando? De 04 a 14 de julho

Onde? Centro de Convenções de Pernambuco

Que horas?
Das 14h às 22h: Dias 04,05, 08, 09, 10, 11 e 12 (2ª a 6ª)
Das 10h às 22h: Dias 06, 07, 13 e 14 (Sábados e domingos)

Quanto custa?
Valores dos Ingressos de segunda a sexta: R$ 8 (inteira) – R$ 4 (meia)
Valores dos ingressos sábados e domingos: R$10 (inteira) – R$ 5 (meia)

Observação: Meia-entrada para crianças até 12 anos, estudantes, professores e pessoas com mais de 60 anos.

Onde comprar?
Bilheterias da Fenearte e no quiosque do Shopping Tacaruna.

Formas de pagamento: dinheiro e cartão de débito.

Traslado: Serviço de vans gratuitas a cada 15 min no Shopping Tacaruna até o Centro de Convenções. Dias da semana (das 14h às 22h30). Sábados e domingos (das 10h às 22h30)

 

http://www.fenearte.pe.gov.br/2013/a-feira/

 

Deixe uma resposta

BLOGS PARCEIROS
Blog de 1 a 10
Recanto das Letras
Blog Olhares Blog Escritaci