Na sexta-4, sábado-5 e domingo-6 de julho, sempre às 19h, no Cine São Luiz com acesso gratuito

 

O Consulado da Venezuela promove  nos dias 4, 5 e 6 de julho, no Cine São Luiz sempre às 19 horas, o IV Festival de Cinema Venezuelano, com entrada franca para o público. A mostra do melhor do cinema venezuelano atual incentiva o conhecimento e à reflexão sobre temas históricos e sociais. São três filmes legendados em português e para maiores de 16 anos.

A iniciativa conta com o apoio do Centro Nacional Autônomo de Cinematografia de Venezuela (CNAC)  e da Fundação de Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (FUNDARPE). O evento comemora os 202 anos da Assinatura da Ata de Independência da Venezuela.

Sempre com excelente público nas edições anteriores, os filmes exibidos este ano devem atrair ainda a mais os cinéfilos.  O diretor Alejandro Bellame Palacios abre a mostra com El Rumor de las Piedras que fala sobre a reconstrução de vida de uma família humilde que sofre uma tragédia natural.

Na sessão do sábado será a vez do diretor Diego Rísquez com o filme Reverón, sobre a vida do artista plástico venezuelano Armando Reverón, da história de amor, da sua enfermidade mental à criação de um universo lúdico. O filme que encerra a mostra é Cheila, una casa pa’ maita, do director Eduardo Barbarena que aborda a diversidade sexual, a história de um homem que quer trocar de sexo.

 

FILMES:

4 de julho – 19h

El Rumor de las Piedras

(Director: Alejandro Bellame Palacios / Año: 2011)

Classificação etária: 16 anos

Duração: 100 min.

 

Sinopse: Há dez anos, Delia e sua humilde família sobreviveu a uma tragédia natural. Ela é uma mulher forte e firmemente decidida a reconstruir sua vida e a dar um futuro melhor a seus filhos, William e Santiago, e a sua mãe, que é a imagem da derrota e do desespero. O fato de descobrir que o seu filho William vive no mundo do crime, a deixa muito mal. Apesar dos esforços de Delia para retirar o seu filho dessa situação, termina por participar de um “reality show” televisivo sobre a sua tragédia pessoal. Teme que Santiago siga o rumo de seu irmão. No entanto, estes quatro personagens demonstram que é possível refazer as suas vidas graças à esperança e à força redentora do amor.

 

5 de julho – 19h

Reveròn

(Director: Diego Rísquez / Año: 2011)

Classificação etária: 16 anos

Duração: 110 min.

 

Sinopse: É através de uma história de amor que sucede entre 1924 e 1954, à beira do Mar do Caribe, que descobrimos o universo do grande artista plástico venezuelano Armando Reverón, sua relação com a sua musa e inseparável companheira, Juanita, seus amigos que costumam visitá-los, a construção e recriação dos objetos que formam parte de seu mundo, sua enfermidade mental e o universo lúdico, afetivo e doloroso dentro desse espaço mágico denominado “El Castillete”.

 

6 de julho – 19h

Cheila, una casa pa’ maita

(Director: Eduardo Barberena / Año: 2010)

Classificação etária: 16 anos

Duração aproximada: 90 min.

 

Sinopse: Cheila volta do Canadá para passar o Natal na bonita casa que pode presentear, depois de muito esforço, para sua mãe. E traz consigo uma grande noticia: finalmente conseguirá realizar o seu sonho: a troca de sexo, que lhe permitirá tornar-se uma “mulher completa”.  Falta pouco para a sua operação, mas ela precisa do apoio de sua família.

Após ver que aquele tão formoso casarão está completamente deteriorado e ocupado por um caótico grupo de irmãos, cunhados e sobrinhos, a Cheila serão reveladas duras verdades que farão com que ela mude a sua forma de agir consigo mesma e com a sua família, ao descobrir a maior pobreza de que ela padece: o desamor, a intolerância e a mesquinhez.

 

Serviço

IV Festival de Cinema Venezuelano em Recife

Quando: dias 4, 5 e 6 de julho

Onde: no Cinema São Luiz

Hora: sempre às 19h

Acesso livre

Deixe uma resposta

BLOGS PARCEIROS
Blog de 1 a 10
Recanto das Letras
Blog Olhares Blog Escritaci