Ontem ele veio, sorrateiro, olhando ao seu redor os arranha céus…
Saindo da janela eu corri para buscar a máquina e tirar a foto, mas não consegui tirar. Hoje, após o almoço, ele voltou e estou percebendo que está se tornando uma visita habitual.
Olhou novamente ao redor,  360 graus e saiu de galho em galho…

Hoje, no Dia da Árvore, ele pareceu mostrar que restam poucos galhos para acolhê-lo nesta cidade. Ao voltar ele pede socorro e implora para que esta não seja mais uma a ser derrubada em nome da ignorância e ganância dos homens. Essa árvore que acompanha tres janelas do meu apartamento e parece nos abraçar em seu aconchego em meio a uma avenida barulhenta e movimentada  me traz momentos de muita paz quando ao amanhecer posso tomar café olhando o balançar das folhas, sentindo um pouco da natureza dentro de casa. É muito pouco sim, mas ela, tão única, significa muito para mim.

(Taciana Valença)

Deixe uma resposta

BLOGS PARCEIROS
Blog de 1 a 10
Recanto das Letras
Blog Olhares Blog Escritaci