Samba do Quintal e DJ 440 animam tardes de sábado na Boa Vista

Sonoridades brasileiríssimas estrelam programa diurno da Tropicasa

 

Um brinde ao melhor da seleta da MPB e aos mais brasileiro dos ritmos agitará o coração do bairro da Boa Vista. No próximo sábado (15), o Samba do Quintal assume o salão da versão recifense da Tropicasa,  espaço já consagrado à música de boa qualidade. O evento começa às 17h com roda de samba e discotecagem de Juniani Marzani, proprietário do estabelecimento e que responde pela alcunha de 440, mentor da Terça do Vinil. A Tropicasa fica no número 496 da Rua da Glória (esquina com a Rua de Santa Cruz) e o ingresso é R$ 10,00 (vide serviço).

 

Na roda, comandada pelo músico e produtor Roberto Sidando, estarão presentes figuras militantes do samba pernambucano como o cavaquinista Daniel Coimbra e  o percussionista Renato Nogueira, além de Hilson Batucada e Ginga Sete Cordas. O programa conta ainda com a participação especial de Cris Galvão, nome consagrado nas rodas pernambucanas.

 

O repertório passeia pelos clássicos entoados por nomes como Fundo de Quintal, Jorge Aragão, João Nogueira, Almir Guineto e Zeca Pagodinho, entre outros. Nas carrapetas, DJ 440 promete fazer os esqueletos chacoalharem com a melhor seleta que o alçou ao posto de um dos principais pesquisadores  de música brasileira executada em vinil em território pernambucano.

 

Na cozinha, comidinhas de botequim como caldinhos de feijoada e macaxeira, batatas fritas ou rústicas, linguiça na cachaça e pasteizinhos, entre outros, com opções para os vegetarianos. Entre os destaques, sanduíche de Pulled Pork com molho de Barbecue, de mortadela Ouro com Mussarela e vinagrete de abacaxi ou ainda de Ratatouile. Curiosa também é a opção de coxinhas veganas com recheio de brócolis com champignon e a de massa de Pão de queijo e recheio de Frango com Catupiry. A casa os cartões Visa, Master, Elo Crédito e American Express.

 

Serviço – Samba do Quintal e DJ 440 na Tropicasa Recife

Onde – Rua da Glória, 496 – Boa Vista (esquina com Rua de Santa Cruz)

Entrada – R$ 10,00

Infos – 99751.3503

Cartões aceitos – Visa, Master, Elo Crédito e American Express

Recentemente conheci o poeta João Sávio, autor de poesias lindas e, além disso, artista de grande sensibilidade.

Autodidata, esse artista produz desde 1999 belos trabalhos feitos com vidro.

Atualmente está finalizando seu livro poético Eco Lamentos.

A Perto de Casa parabeniza ao artista e poeta pelo seu grandioso trabalho que acaricia olhos e alma.

Taciana Valença

 

 

Do Preto ao Prateado.

João Sávio Lima.

Quando Os meus cabelos Mudaram de cor…

Fora o sinal

Que A neve Do tempo Chegou…

Os pretinhos Ficaram Acinzentados

Mais finos Maleáveis Mudaram…

Um outono Talvez…

Os frutos Maduros

São Mais doces E tenros…

Esta essência Tráz as suas Benevolências…

Ativa O censo E a sabedoria…

Um ser Pensante Menos errante

Mais culto Mais eficaz

Tenho Minhas Lembranças

A esperança Não ficou Pra trás

Os meus Sonhos Meus versos

O poema Que ainda Não fiz Também

Aqueles Que não Escrevi !

… O porvir Aquilo Que está aqui…

O meu sentimento Moldado Esculpido Escrito…

Os meus Quadros Retangulares Quadrados…

Os Que não Enfeitam paredes Existem…

Guardados !

… Quase esquecidos

Por Falta de espaço ? Talvez… Faltou !…

E assim O tempo passou

O que fora Preto Cinza Branco Ficou !…

Ficaram as vontades Oh! Minha Liberdade

Quanto tempo Atirados aos ventos Assim Como folhas secas Sem vida…

Minhas performances Histórias Da minha VIDA !!!

Escritor e Poeta João Sávio.

Sensibilidade ressaltada na sua arte catamista.

 

Pernambutino : uma forma de traduzir seu amor por Pernambuco.

 

 

Amanhã será o aniversário de cinco anos da Cultura Nordestina! Você não pode faltar!

 

Quando conheci Salete Rêgo Barros, através da Revista Perto de Casa, de imediato começamos a sonhar juntas. Donas de um mesmo propósito, fomos caminhando nessa estrada difícil, porém, cheia de sonhos, alegrias e realizações. Cultura é um prazer inenarrável, é o que nos faz suportar as dores do mundo, as injustiças, os desconfortos emocionais pelos quais todos nós passamos.

Há quase dois anos em um novo endereço, trago ainda recordações tão fortes do antigo, onde firmamos raízes ideológicas, projetos e iniciamos o sarau, com o Cassius Cavalcanti, parceiro desde então, sarau este coordenado pela nossa querida Colly Holanda, dona de uma extrema alegria e capacidade de agregar.

É lá que cantamos, fazemos oficinas, leituras. É lá que temos oportunidade de sermos nós mesmos, desenvolvermos habilidades, agregarmos sonhos.

Só tenho a agradecer esse grande encontro com a Cultura Nordestina e com Salete Rêgo Barros.

Os sonhos não param, as ideias fluem e nós vamos junto, carregados pelo entusiasmo em nome da arte, da literatura e da vida.

Antes de tudo, o ponto de cultura é terapêutico. Não há desafios que não possamos enfrentar. Já somos um grupo grande de frequentadores e agora, de sócios da Letrart.

Venham comemorar com a gente!

 

Espero por todos!

 

BLOGS PARCEIROS
Blog de 1 a 10
Recanto das Letras
Blog Olhares Blog Escritaci