Você abre os braços

Prende a respiração

Quase não pisca os olhos

Murcha a barriga

Desequilibra mas agüenta firme

Concentra-se – pedalando apenas em uma roda

Está quase do outro lado

Suando atento a qualquer deslize

Afinal está a 20 metros do chão

Em cima de uma corda

Fazendo sua exibição

Lá embaixo

Olhos fixos no seu desempenho

Numa mistura de sentimentos

Que fica entre a admiração

E uma perversa vontade de que se espatife no chão!

(Taciana Valença)



Deixe uma resposta

BLOGS PARCEIROS
Blog de 1 a 10
Recanto das Letras
Blog Olhares Blog Escritaci