A FREVO

O aniversário do equipamento foi nesta segunda-feira (9), no Dia do Frevo, e reuniu artistas, autoridades e público para uma grande festa
Orquestras, passistas de frevo, cortejo de agremiações, lançamento de livro, exibição de filme, arrastão de frevo, apresentações musicais, aulões de frevo. Foi assim que o Paço do Frevo, no Bairro do Recife, comemorou seu primeiro ano de atividades. O prefeito Geraldo Julio compareceu ao evento que teve uma programação diversificada e repleta de atrações neste 9 de fevereiro, quando também se comemora o aniversário de 108 anos do Frevo, Patrimônio Imaterial da Humanidade.

Para o prefeito Geraldo Julio, o Paço do Frevo é um equipamento que possibilita que o frevo seja passado para novas gerações. “Essa realização é importante porque não é só da cidade, mas dos recifenses, que fazem esse ritmo resistir, no talento da música, da dança. Este equipamento mantém viva a nossa cultura, a história de um elemento tão forte para nós brasileiros, pernambucanos, cidadãos recifenses. Aqui, mais importante ainda do que o registro de tudo que já existiu, é o lugar de fomentar, construir, educar ainda mais para manter vivo esse patrimônio da nossa terra”, destacou o gestor.

Promovida pela Prefeitura do Recife, a programação especial em celebração ao primeiro aniversário do Paço do Frevo teve início ainda pela manhã. Já às 6h30, a Praça do Arsenal, no Bairro do Recife, foi o palco de uma grande alvorada, com a participação de Orquestra de Frevo e Banda do Rubinho, Clarins de Momo de Pernambuco, O Bonde Bloco Carnavalesco Lírico, passistas do Balé Brincantes de Pernambuco, além dos porta-estandartes campeões do concurso do Carnaval 2014.

À tarde, uma solenidade no último piso do equipamento reuniu artistas, autoridades e público, além do maestro Spok e Dona Luisa – representando o Clube Bola de Ouro -, os dois homenageados do Carnaval do Recife 2015. Lá, todos assistirem a exibição de um vídeo promocional do espaço, e em seguida cantaram parabéns para os aniversariantes do dia: o Frevo e o Paço. A secretária de Cultura do Recife, Lêda Alves, também esteve presente na comemoração, e lembrou da importância do local. “Tudo isso aqui ainda é muito pouco perto do que o Paço e o Frevo merecem. Este lugar nos abraça desde a entrada e desperta paixão em todos que o conhecem. Por isso é que ele é tão importante para nossa cidade, porque ele faz nós sentirmos viva a grande atmosfera de frevo.”

O evento foi encerrado pela performance da Banda da Aeronáutica, que embalou os presentes ao som dos “clarins de momo”, anunciando a chegada do Carnaval. Já na rua em frente ao equipamento, a Orquestra Som Brasil e passistas do grupo Guerreiros do Passo chegaram de um cortejo que veio da Rua da Moeda para o Arsenal, arrastando foliões para celebrar a data desta essa expressão cultural tão característica da identidade pernambucana.

De acordo com o prefeito Geraldo Julio, o Paço do Frevo é um equipamento que não deixa a dever a nenhum museu de fora do país. “Aqui podemos ter a certeza de que as artes que surgem com o frevo estão sendo bem cuidadas. Temos uma equipe bem preparada para acolher todos que visitam e estudam neste equipamento e este é um museu que está no mesmo nível de muitos de fora. Aqui vamos ensinar e difundir ainda mais a música, a dança, e fazer disso algo essencial para todos que vivem na nossa cidade, pois um povo não vive sem história”, afirmou.

As comemorações pelo Dia do Frevo e pelo aniversário do Paço reuniu as agremiações campeãs do Grupo Especial em um Cortejo de Agremiações: o Clube Carnavalesco Girassol da Boa Vista, a Troça Carnavalesca Comunitária Mista Tô Chegando Agora, o Clube Carnavalesco Misto Tadeu no Frevo, o Bloco Carnavalesco Misto Madeira do Rosarinho, que também foram em conjunto até o Arsenal. O cortejo também contou com a participação especial do Clube Carnavalesco Misto Bola de Ouro, um dos homenageados do Carnaval 2015 do Recife.

Deixe uma resposta

BLOGS PARCEIROS
Blog de 1 a 10
Recanto das Letras
Blog Olhares Blog Escritaci