Ontem, aguardando ainda do lado de fora para entrar no estacionamento de um supermercado, fiquei observando um verdadeiro “SHOW” de mal educação e falta de cidadania. Isso nuns míseros 5 minutos talvez. Enquanto eu aguardava minha chance de entrar, fiquei observando uma senhora estacionando. Haviam duas vagas (inclusive uma para idosos), ela entrou e simplesmente jogou o carro tomando as duas vagas.

Eu, na minha santa inocência,  ainda achei que ela iria “ajeitar” o carro, afinal, bastava dar uma rezinha e aprumar no lugar certo. Mas que nada. Desceu na maior cara de pau e saiu.

Bem, entrei no estacionamento, estacionei (devidamente) meu carro numa vaga logo na entrada. Quando saí, para não dar ré e atrapalhar alguém que possivelmente estivesse saindo (pois eu estava bem pertinho da saída), dei uma volta para sair corretamente. Foi aí o outro espetáculo, um “cidadão” entrava pela saída, atrapalhando todo mundo.

Fiquei pensando o quanto nós, que fazemos o possível para agir corretamente, sofremos com a mal educação e falta de cidadania generalizada. Povo mal educado, sem princípios básicos de nada! Pior, se você for reclamar enchem o peito cheios de moral.

Não sei mesmo onde vamos parar. São criaturas assim que educam  seus filhos, que serão também mal educados, chegando mesmo a marginalidade. Sim, por que os filhinhos destes papais são piores ainda. Tenho pena, muita pena dessa geração que tem tudo na mão exceto princípios e educação.

Pessoas que acham que podem fazer o que querem, sem a menor preocupação com o próximo. Basta um carro e um celular na mão para se acharem os donos do mundo.

Sinto, com pesar, que isso não tem jeito. Só uma exterminação desse povo mesmo, por que tem gente que merece é ser exterminado!

 

Boa tarde a todos.

 

Taciana Valença.

 

Cidadania deveria ser rigorosamente ensinado na escola, na teoria e na prática. Como fazer leis num país em que as pessoas não tem o mínimo de educação?

 

Deixe uma resposta

BLOGS PARCEIROS
Blog de 1 a 10
Recanto das Letras
Blog Olhares Blog Escritaci