Da maior e melhor teatralidade. Dos eternos enquanto perdurem. Mas continuar sendo e permanecendo ex-PERI-mental no corpo a corpo dos paradoxos. Conflitos em transe. Quem tem medo de Lígia Fagundes e/ou Hilda Hilst das BUFÓLICAS? Paradoxos para todos: eternos e efêmeros, cômicos e trágicos. Lutas cotidianas além das Redes Sociais e Enredos Palacianos. Que twitaço é esse ou aquele?

Recife, maio de 2014. atentadospoeticos@yahoo.com.br

Deixe uma resposta

BLOGS PARCEIROS
Blog de 1 a 10
Recanto das Letras
Blog Olhares Blog Escritaci