Sem dúvida, a evolução tecnológica disparou e não tem mais o que segure. Cada dia mais e mais objetos novos nos caem nas mãos, facilitando nossa vida profissional e pessoal.

E tudo seria perfeito se não fosse a falta de evolução do próprio ser humano.

O que vemos são pessoas mal educadas e sem a menor noção de princípios básicos de educação e respeito às voltas com seus brinquedinhos tecnológicos que muitas e muitas vezes só servem para perturbar a paz dos outros, independente de onde esses outros estejam.

Somos obrigados a ouvir conversas dentro de restaurantes, elevadores, bancos e até mesmo na praia, onde o normal seria todos irem descansar, dar uma trégua a esses objetos que dia após dia nos acompanham. É verdade, somos hoje mais ocupados, realmente, o tempo “urge” e devemos nos tornar rapidamente o que queremos. Mas peraí, um momento de paz, uma hora de almoço num restaurante tranquilo, até mesmo para repor as energias, conversar com amigos ou em casa mesmo com a família e ficar “off” para saborear sua refeição por pelo menos uma hora é o mínimo que podemos fazer por nós mesmos. É o mínimo de ócio que necessitamos. Não somos máquinas, nem somos tão importantes assim que não possamos desligar o fone por duas horas. E na praia então? Andar na areia, ver o mar, tomar um delicioso banho, uma água de coco…. Não, é preferível ficar bebendo e ligando para as pessoas ou mesmo sendo perturbadas por assuntos que poderiam ser discutidos em outra hora. As pessoas não tem o menor contrangimento de falar seja o que for nem onde for ao telefone. O que é pior, falar alto como se o mundo tivesse interessado em seus problemas ou em suas fofocas, ou seja lá no que for.

Semana passada vi uma cena absurda. Cinco moças numa mesa de restaurante e NINGUÉM falava com ninguém da mesa. Uma falava ao telefone, duas mandavam mensagens ou faziam sei lá o que e (pasmem) duas estavam conversando nos seus notbooks! É brincadeira né?

Meu filho chegou esta semana em casa dizendo que seus professores atendiam telefones na aula. Uma absoluta falta de profissionalismo e respeito para com alunos e pais , que confiaram a eles as matérias que lhes cabem ensinar. Esses mesmos professores passam provas de alto gabarito, exigindo até as tripas dos alunos enquanto eles deveriam estar empenhados a ensiná-los enquanto estiverem dentro duma sala de aula.

É gente, a tecnologia é uma prova da evolução do mundo sim, mas se o mundo fosse habitado por pessoas evoluídas também e que soubessem o valor do respeito seja com quem for e onde for.

Uma amiga foi ao médico e ele literalmente parou a consulta pra bater papo, deixando-a com cara de “tacho” como se ele fosse o supra sumo da importância.

O desrespeito não combina com a tecnologia. Uma pena que objetos tão úteis sejam usados tão mal!

 Ao meu ver, nada que possa ter mais retorno. A contramão desastrosa criador/criatura. Vamos ver onde isso tudo vai dá!

(Taciana Valença)

Deixe uma resposta

BLOGS PARCEIROS
Blog de 1 a 10
Recanto das Letras
Blog Olhares Blog Escritaci